LEITURA DE IMAGEM EM 3 OBRAS DO INHOTIM

O que é leitura de imagem?

O ensino da arte no processo pedagógico amplia o mundo expressivo, cognitivo e perceptivo do aluno e a leitura de imagem nesse processo desenvolve a habilidade de ver, julgar e interpretar uma imagem dentro de seu contexto histórico, social, político e cultural.

Onde estão as obras?

Os 3 trabalhos de leitura de imagem são de obras que encontram-se em exposição no Instituto Inhotim. A sede do Instituto Inhotim está localizada em Brumadinho (Minas Gerais), uma cidade com 38 mil habitantes, a apenas 60 quilômetros de Belo Horizonte. O Inhotim reúne um dos mais importantes acervos de arte contemporânea do Brasil e considerado o maior centro de arte ao ar livre da América Latina.

Obra 1: Adriana Varejão Linda do Rosário

Adriana Varejão
Adriana Varejão Linda do Rosário, 2004 óleo sobre alumínio e poliuretano.

Linda do Rosário é o nome dado ao hotel carioca que em 2002 desabou e vitimou  fatalmente 2 pessoas. Se tratava de um casal de amantes que acabaram morrendo deitados na cama do hotel. Segundo os relatos dos populares, esse casal ignorou o chamado do síndico para sair do hotel e não perceberam a gravidade do que estava por acontecer. A história acabou inspirando artistas de diferentes frentes como é o caso de Adriana Varejão e também o músico Marcelo Camelo. Pela linguagem musical temos a canção “Conversa de Botas Batidas” imaginando a última conversa do casal.

Nas artes plásticas Adriana Varejão criou a obra Linda do Rosário. Nesta obra a artista conecta o corpo com as paredes do hotel e tudo vira carne. Vísceras parecem sair da parede quebrada de azulejos brancos. A carne e as paredes podem ser o limite do amor.

Obra 2: “Através” de Cildo Meireles

Através
Cildo Meireles Através, 1983 -1989, materiais diversos, 600 x 1500 x 1500 cm, foto: Pedro Motta.

A obra “Através” do artista Cildo Meireles está exposta em caráter permanente na galeria Cildo Meireles no Inhotim (museu dedicado a arte contemporânea) localizado na cidade de Brumadinho MG.

Esta instalação tem uma grande quantidade de materiais plásticos. Entre eles: cortina de chuveiro, grade de prisão, arame farpado, pedaços de vidros de diferentes transparências, plásticos e cercas de madeira. No centro da obra temos uma grande bola de celofane que dá a ideia de núcleo.

Os materiais criam obstáculos que devem ser percorridos durante a caminhada dentro da obra. Esse trabalho faz alusão as barreiras da vida a serem ultrapassadas, desviadas e superadas.

A obra te convida a caminhar de uma forma labiríntica. Pisa-se em cacos de vidros e os mesmos produzem a sonoridade de objetos sendo quebrados. O espectador tem várias experiências censorias produzem tanto um prazer como aflição de pisar em vidros.

Obra 3: Forty Part Motet, de Janet Cardiff

Janet Cardiff, Forty Part Motet, 2001
Janet Cardiff, Forty Part Motet, 2001 Instalação sonora em 40 canais cantada pelo coro da catedral de Salisbury, dimensões variáveis, Gravação e pós-produção: SoundMoves Edição de som: George Bures Miller e and Steve Williams Produção:Theresa Bergne.

Janet Cardiff, é uma artista canadense que trabalha principalmente com instalações sonoras e especialmente uma forma que ela chama de passeios de áudio. Ela tem uma instalação permanente exposta no museu contemporâneo Inhotim. A instalação conta com 40 altos-falantes e cada um emite uma voz diferente, ao percorrer a instalação o espectador consegue ouvir a particularidade de cada voz e de cada melodia. Os alto-falantes ao redor da sala em uma disposição oval estrategicamente colocados para que o ouvinte pudesse realmente sentir a construção estrutural da peça por Tallis

No centro tem bancos para as pessoas sentarem e ouvir todas as vozes juntas. A artista usou microfones individuais e gravou cada integrante do coral. Ela usou vozes masculinas baixo, tenor e barítono e também um soprano infantil.

A peça que é tocada nesta sala, foi composta para a rainha Elizabeth 1ª em comemoração ao seu aniversário em 1575 pelo compositor inglês do século XVI Thomas Tallis. Essa peça tocada é um moteto que é que uma composição musical principalmente vocal, de forma e estilo variados, desde a era medieval.

Grande abraço

Noemi Bretas.

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *