O minimalismo de Richard Serra

Por Noemi Bretas

O que é minimalismo?

O minimalismo é um movimento artístico e cultural que teve início nos EUA em 1960,   esse movimento tem várias vertentes como  pintura, escultura, música, peças de teatro. As obras minimalistas são feitas com o mínimo de recurso para sua execução. Nas artes plásticas destacamos o uso das formas geométricas simples e simétricas que também vemos nas obras de Richard Serra. A Influência do minimalismo foi o construtivismo.

Sobre Richard Serra:

Richard Serra é um escultor norte-americano conhecido por suas esculturas de grandes proporções. O texto analisado tem o título de  “Richard Serra: O equilibrista” e propõe uma analise sobre sua produção minimalista. Fala sobre suas esculturas e as relações delas com o espaço, equilíbrio e peso.

One Ton Prop

Um dos trabalhos do artista tem o nome de One Ton Prop, no qual problematiza as seguintes questões: que é peso? Como entendemos o equilíbrio e a leveza? Em One Ton Prop é possível perceber o comportamento dos materiais envolvido na obra. São quatro placas de chumbo iguais, cada uma com o peso de 250 kg e juntas tem o total de uma tonelada. Elas formam uma parede vertical, equilibradas umas contra as outras formando um cubo.

One Ton Prop
One Ton Prop (House of Cards) – 1969

Para esse trabalho ficar em pé uma peça depende do equilíbrio da outra. O encaixe suave entre as peças me parece combinar dois conceitos antagônicos como leveza (de encaixe) e peso. Não podemos esquecer que a gravidade também está presente no trabalho, mas a imobilidade é adquirida por conflito do equilíbrio e de força das placas.

A reflexão do artista sobre o peso é bem desenvolvida no texto “Peso “  de 1988. Está no livro Richard Serra – Escritos e entrevista ( 1967-2013). O artista fala de suas recordações quando criança, e começa a problematizar o peso e a leveza das coisas. Isso é muito presente em seus trabalhos. Ele consegue problematizar a leveza a partir de algo que não é leve, dá forma a materiais tão rígidos.

Richard Serra não se prende a palavra peso associada a massa. Ele fala do peso do sentimento, peso da história e como o peso pode ser insuportável em certas momentos da vida. O peso do medo, o peso da responsabilidade e/ou o peso do suicídio.

“O peso é um valor para mim. Não que ele seja mais expresivo que a leveza; mas simplesmente eu sei mais sobre o peso do que sobre a leveza, e tenho, portanto, mais a dizer sobre ele, mais a dizer sobre o equilibrio do peso, a diminuição do peso, a adição e subtração do peso, a oncentração do peso, a manipulação do peso, o suporte do peso, a colocação do peso, o travamento do peso” (Serra, Richart, 2014).

O trecho acima é uma espécie de síntese das diferentes formas que Richard Serra usa para problematizar o conceito de peso.

“Inside Out”
Richard Serra – “Inside Out” – 2013

Para saber mais sobre Richard Serra:

https://pt.wikipedia.org/wiki/Richard_Serra

https://www.guggenheim.org/artwork/artist/richard-serra

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.